Header Ads

Manuel Pinheiro e o seu regresso ao Oliv. Douro:«Experiência mais difícil até agora»


Na passada segunda-feira, Manuel Pinheiro, treinador do Oliveira do Douro, foi o convidado especial do programa Futebol D' Ouro, da Norte TV Gondomar FM. Entre vários assuntos, o treinador abordou o seu regresso ao emblema gaiense e levantou o véu acerca dos objectivos da equipa a curto prazo.

Manuel Pinheiro assumiu a equipa há seis jornadas, sucedendo a António Gaiteiro. Até então, os gaienses ocupavam os lugares de descida, com apenas uma vitória em seis jornadas.

«Foi um regresso não se calhar na altura que não gostaria. Foi por insucesso que estava a acontecer até ao momento. Foi um clube onde passei meia época e onde tive êxito com a conquista da Taça Brali. Acho que saí de uma forma prematura, não interessa referir o porquê. Na altura ficou um amargo na boca de que ficou alguma coisa por fazer», começou por dizer Manuel Pinheiro, que agradeceu à actual  comissão administrativa do Oliv. Douro por depositar confiança nas suas capacidades.

Manuel Pinheiro revelou o que sentiu quando assumiu o comando técnica da equipa:

«Nos meus 16 anos como treinador, é a segunda experiência mais difícil que tive até agora. Começas praticamente no inicio da época. Tens a noção de que a equipa que tens, tem algumas debilidades», refere Manuel Pinheiro.

O treinador encontrou pela frente um plantel com muita juventude e inexperiente e a mudança começou a ser feita com a chegada de oito reforços, muitos deles com maturidade e capazes de dar resposta a um campeonato tão exigente como a Divisão de Elite. Os resultados têm sido animadores nas últimas semanas, uma vez que a formação gaiense conseguiu sair da "zona perigosa", ocupando agora a 14ª posição.

Manuel Pinheiro está satisfeito com a chegada dos novos jogadores, que na sua opinião só acrescentam qualidade à sua equipa, mas admite que ainda não atingiram o seu verdadeiro valor.

«Os reforços foram chegando lentamente, a conta gotas. Temos consciência de que ainda estamos longe daquilo que a equipa pode dar.

O treinador refere estar "fora de hipótese"  a sua equipa atingir altos voos. "O objectivo é  fazer uma época tranquila e sair da zona perigosa o quanto antes", remata.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.