Header Ads

Tiago Sá terá validado golo ilegal após "pressão, empurrões e ameaças" do Freamunde

Foto de A bola na Área

Através de um comunicado, o FC Vilarinho lançou duras críticas ao juiz da partida


O árbitro Tiago Sá, que no passado domingo dirigiu o FC Vilarinho - Freamunde, a contar para a 7ª jornada da Divisão de Elite, está debaixo de fogo depois de ter validado um golo que na perspectiva do Vilarinho, seria ilegal. O lance polémico acabou por ditar a vitória do Freamunde (3-4).




As críticas do Vilarinho à actuação do jovem árbitro da AF Porto começaram no arranque da segunda parte, com o avançado Mário Neiva a ser expulso por acumulação de amarelos, no qual o FC Vilarinho entende ter sido uma expulsão "forçada". A equipa do Vilarinho vencia os "capões" por 3-1, mas não foi capaz de segurar a vantagem até ao final. O Freamunde empatou aos 70 minutos e o golo da vitória surgiu em cima do minuto 90, através de um lance que  gerou controvérsia.


O jogador do Freamunde, Tiago Moura, marcou um golo que terá sido invalidado pelo fiscal de linha e pelo árbitro por fora de jogo. Após "pressão, empurrões e ameaças" junto da equipa de arbitragem, Tiago Sá terá voltado atrás da decisão e validou o golo.

"(...)Na altura do remate, toda a defensiva do Vilarinho avança para a Frente para fugir aos adversários e atacar a bola, Moura remata e na altura do remate encontravam se 4 jogadores do Freamunde sozinhos dentro da área tendo a bola tocado num deles. A lei é claríssima. 4 jogadores do Freamunde na linha de visão do nosso guarda redes cortando o ângulo de visão do nosso guarda redes e tendo a bola tocado num jogador do Freamunde (...) Todos os jogadores do Freamunde, incluindo equipa técnica, jogadores suplentes, diretores e fisioterapeuta que se encontravam no banco de suplentes do Freamunde foram todos em direção ao juiz auxiliar e árbitro para tirarem satisfações.

O que se sucede a seguir é inimaginável e nunca visto no futebol. O árbitro do jogo valida o golo do Freamunde depois de tanta pressão, empurrões e ameaças onde não tiveram outra hipótese senão validar o golo do Freamunde quando este tinha sido claramente ilegal por fora de jogo.", pode ler-se na página do facebook do FC Vilarinho.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.