Header Ads

Opinião: Resta-nos a peitaça do Macaco e a virilidade (ou a falta dela) dos nossos árbitros


Por: Paulo Almeida Galvão


«O jogo Salgueiros - Canelas, que muito se falou (pelas piores razões) na imprensa nacional, nunca mereceu uma tomada de posição pública por parte da AF Porto. O Lourenço Pinto continuou refastelado na sua tumba enquanto a verdade desportiva era posta em cheque»





Há dias fiquei chateado com um artigo publicado neste site com o título "Macaco leva o Canelas às costas e iguala Ronaldo". Sinceramente, não entendo este lambe-botismo dos senhores do Bancada Distrital em relação ao Fernando Madureira. Já explanei, obviamente, a minha insatisfação ao administrador deste site e quero acreditar que tudo isto não passa de um mero "clickbait", essa praga do jornalismo moderno. 

Mesmo que o propósito seja aumentar o número de "views", a estratégia não foi boa. Além do senhor Fernando Madureira ficar com o seu ego do tamanho da Torre dos Clérigos, notícias destas ajudam a escamotear o que verdadeiramente se anda a passar dentro das quatro linhas.

Antes de mais, permitam-me que eu faça uma declaração de interesses. Sou sócio do FC Porto há mais de 40 anos,  mas o facto de eu ser portista não me obriga a colocar paninhos quentes em tudo que envolva adeptos do meu clube. Acima de tudo, enquanto ex-jogador federado na AF Porto, quero o melhor para o futebol distrital.

Tudo bem, reconheço que o Canelas tem uma equipa com bons executantes. Está em primeiro lugar, ouvi dizer. Nada me move contra essa instituição. Há coisas que precisam de ser ditas. Nos poucos jogos que vi, a equipa do Canelas já não tem a mesma virilidade que a caracterizava há duas épocas. Parece que o "Modus operandis" dos jogadores passa por criar um ambiente coercivo perante as equipas adversárias e os árbitros. Estes últimos parecem dar-lhes livre-trânsito. Expulsar um jogador do Canelas? Só se este cometer um  homicídio em campo. Os árbitros que apitam os jogos do Canelas, mesmo aqueles mais rigorosos em termos disciplinares, acabam os jogos com um andar novo. 

Porque será que os nossos árbitros se acobardam assim tanto? Um árbitro que não tem coragem no exercício das suas funções só desvirtua a verdade desportiva. Tudo isto é permitido porque o campeonato está na alçada da AF Porto. Na temporada passada, o Canelas competia nos campeonatos da FPF e piou fininho. Até desceu de divisão, embora desportivamente até nem merecesse. Mas isso é outra história.

Até que me arranjem provas do contrário, continuo a defender que o medo se instalou nos árbitros da associação. A AF Porto se calhar sabe disso mas assobia para o lado. O jogo Salgueiros - Canelas, que muito se falou (pelas piores razões) na imprensa nacional, nunca mereceu uma tomada de posição pública por parte da AF Porto. O Lourenço Pinto continuou refastelado na sua tumba enquanto a verdade desportiva era posta em cheque.

O que sabemos é que nada foi feito. Todos os fins-de-semana, a equipa do Canelas lá continuará com sua demonstração de virilidade e de poder com aquele espectáculo da exibição dos peitorais. É o que nos resta.


Contacto: pauloalmeidagalvao@sapo.pt

1 comentário :

  1. Como é que uma pessoa como este senhor consegue estar no clube como o Salgueiros quando a própria equipa não ganha nas 4 linhas e despede dois treinadores consegue falar assim é preciso saber perder agora ter uma equipa que era canditata há subida e não se vê grandes resultados quer desviar atenções
    Melhor ver o que fez a claque do Salgueiros ao 4 arbito e ao senhor dos equipamentos.

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.