Header Ads

Barroso "atira-se" a quem não deu a mão ao Freamunde

foto O Paredense

Foi preciso esperar quatro jornadas para a ver o Freamunde a estrear-se na Divisão de Elite. A equipa de Pedro Barroso empatou (1-1) diante do Rebordosa e no final do jogo, o treinador não poupou nas críticas a quem não quis dar a mão ao clube, que nas últimas semanas, viveu momentos conturbados e com a época em risco.


«Tenho que agradecer ao Rebordosa que se prontificou  desde a semana anterior se nós precisássemos de adiar o jogo.  Estariam disponíveis para colaborar connosco. Quando sentimos que os outros (refere-se a clubes) estão em situações de adversidade, o Freamunde dá a mão e ajuda.  Outros, não procedem dessa forma, mas o Freamunde sabe estar no futebol e tem ética desportiva. É dentro de campo que vamos jogar», garantiu o treinador do Freamunde.

Apesar de nunca referir os clubes que recusaram colaborar com o Freamunde, tudo leva a crer que Pedro Barroso estaria a referir-se ao Lousada, uma vez que foi o único clube que não aceitou o adiamento do jogo da 2ª jornada e como consequência, o Freamunde perdeu por falta de comparência. Pedro Barroso vai mais longe e pede mais respeito:

«Mais uma vez, agradeço ao Rebordosa que de facto se prontificaram a colaborar connosco.  Outros clubes, antes do jogo andaram constantemente a ligar aos nossos jogadores porque diziam que o Freamunde não ia entrar em campo... A reposta está dada. 4 meses e 25 dias depois entramos em campo. Hoje, o mais importante seria o entrar em campo para muitos freamundenses, porque a sentença estava dada por muita gente. E este grupo é feito de algo que não se compra: o carácter, essencialmente. Quem precisar de nós para colaborar, vamos colaborar sempre, porque esta é a nossa forma de estar. O Freamunde tem 85 anos e merece muito mais respeito»

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.