Header Ads

Catão ameaça:«Peço à AF Porto e ao Conselho de Arbitragem que tenham muito cuidado..»


Arbitragem de João Santos muito contestada pelos mineiros. Clube ameaça recolher-se aos balneários se no futuro acontecer situações idênticas.


O director desportivo do São Pedro da Cova, Vítor Catão, reagiu à derrota da sua equipa diante do Lousada visando a arbitragem de João Santos. Em declarações ao Jornal TVS, Catão não poupou nas críticas ao juiz que dirigiu o encontro da 1ª jornada da Elite, queixando-se de três penaltis a favor do S.P.C que não foram assinalados.


«Foi um bom jogo, parte a parte, tanto o Lousada e o S. Pedro da Cova bateram-se bem. Foi pena o que aconteceu, e vocês devem ter as filmagens dos três penaltis a favor do S. Pedro da Cova. E este árbitro, não sei se veio mandado por alguém para fazer o que fez ao S. Pedro da Cova», lamenta o dirigente mineiro.

«O São Pedro da Cova, se Deus quiser, tem uma equipa que com os dez reforços que estão à espera dos passes internacionais, para andar nos terceiros e quartos lugares à vontade. Mas se houverem arbitragens como houve hoje, como toda a gente viu...Isto é uma vergonha! Já não via árbitros destes há muito, muito tempo!», critica.



«E depois tem uma situação em que o meu adjunto manda uma boca e expulsa-me a mim...Está correcto, foi uma boa tarde de futebol para toda a gente mas agora peço à AF Porto e ao Conselho de Arbitragem, por favor, que tenham muito cuidado, porque se não a minha equipa não joga futebol. É que não joga mesmo! Se houver árbitros destes, a minha equipa vai recolher-se aos balneários», ameaçou Vítor Catão.

«Estou num grande clube, que não quer guerras com ninguém. Sei que há muita gente que está preocupada com o S.P.C por causa dos reforços que foi buscar e porque treinamos às três e meia (tarde) e porque não somos profissionais mas trabalhamos como profissionais. Temos grandes coisas para fazer durante a época..e é pena vir um árbitro destes estragar um espectáculo».

«Dei os parabéns ao fiscal de linha, pois ele reconheceu que o árbitro estava mal. O fiscal estava sempre a chama-lo atenção para aquilo que ele estava a fazer dentro do campo. A gente estava no banco e ouvia...Isto é futebol, estou habituado a isto. Sei que vou levar com isto mas eles também vão levar comigo, porque eu não me calo»

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.