Header Ads

«Muita gente não sabe porque é que existe o círculo do meio campo»

Edmundo Duarte. foto Minuto90.pt


O treinador sugere que a AF Porto deveria de criar um gabinete de estudo com "homens do futebol", com pessoas que saibam "porque é que a bola pincha" e "quantos lados tem a bola".




No programa sobre futebol distrital do Minuto90.pt , o treinador Edmundo Duarte deixou alguns reparos acerca do actual modelo competitivo da Divisão de Elite. O modelo em vigor, que conta com duas séries e uma poule de apuramento de subida tem sido alvo de várias críticas por parte de algumas personalidades ligadas ao futebol distrital, e Edmundo Duarte não foi excepção.

Rémulo Marques, um dos comentadores residentes do programa, salientou que o actual modelo competitivo foi aprovado em assembleias pelos mesmos dirigentes de clubes que hoje o criticam, referindo mesmo que a própria AF Porto tem o "dever de não pôr à aprovação coisas que à partida são nocivas". Seguindo a mesma linha de pensamento, Edmundo Duarte apontou o dedo:

«O problema do futebol português é o dirigismo. Se pudéssemos recuar no tempo, os dirigentes de antigamente eram verdadeiros dirigentes e surgiam no futebol  para servir e não para servir-se do futebol», atira.

«A associação deve  criar um gabinete de estudo com homens do futebol. Pessoas que saibam porque é que a bola pincha e quantos lados tem a bola. E porque é que existe o círculo do meio-campo. Muita gente não sabe. Eu tenho um amigo que diz que o círculo do meio-campo é para o minuto de silêncio», ironiza Edmundo Duarte,




Henrique Daniel Silva

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.