Header Ads

Presidente da AF Porto quer estabelecer contactos para pôr gilistas na Primeira Liga

Foto RR

A Liga confirmou a reintegração do Gil Vicente apenas em 2019, mas Lourenço Pinto, presidente da AF Porto, defende que deveria de acontecer de imediato, propondo já para a próxima temporada um alargamento para 20 equipas. Na opinião do dirigente, em entrevista a Bola Branca, o Gil Vicente foi "vítima de adiamentos sucessivos" e enviado para uma "divisão secundária de um modo injusto, num processo cheio de lacunas".






Lourenço Pinto sugere também que o alargamento para 20 equipas para colocar os gilistas na 1ª Liga poderia ser benéfico  para o Paços de Ferreira, que desta feita, evitava a descida ao segundo escalão.

Por se tratar do futebol profissional, a proposta formal de alargamento não pode ser formulada pela AF Porto. No entanto, o dirigente vai estabelecer contactos com a AF Braga para concretizar a ideia:

«Vou falar com a AF Braga para que possa junto dos seus clubes movimentar-se na Liga. A alteração iria a tempo da próxima época porque ainda não há sorteios feitos. Estamos a falar de uma questão de ética, justiça e reposição de uma situação, ressarcindo o que sofreu o Gil Vicente, colocando-o no lugar que tem direito”, argumenta.

A recente preocupação levada a cabo por Lourenço Pinto acerca da situação do Gil Vicente, emblema de outra associação,  acontece numa altura em que o futebol da AF Porto passa por um momento de incertezas devido à suspensão da Fase de Apuramento de Campeão da Divisão de Honra e da 1ª Divisão. Suspensão, essa, sem solução à vista.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.