Header Ads

Entrevista com Cesário, a figura de um novo e respeitado Leça do Balio


O Leça do Balio, 10º classificado da Série 1 da Divisão de Honra da AF Porto, tem subido na tabela classificativa e passou a ser, no último terço do campeonato, uma equipa respeitada, roubando pontos a equipas do pelotão da frente. Deste Leça do Balio de "cara lavada", surgiu Cesário, avançado de 23 anos que apontou 8 golos nas últimas 8 partidas. 






Os bons resultados alcançados recentemente pelo Leça do Balio coincidem com o teu excelente momento forma, onde marcaste 8 golos nas últimas 8 partidas. Qual foi o segredo para esta subida de rendimento a nível colectivo e individual? 

Desde já, quero agradecer o convite. Sigo o vosso trabalho e o que fazem é fantástico. Os meus parabéns! Não há grande segredo, tenho que dizer que a nível individual não comecei a época na melhor forma física, e isso num jogador com as minhas características é fundamental porque tenho um estilo de jogo possante. Ultimamente estou numa boa forma, só tenho que agradecer muito ao treinador anterior, o mister Jorge Leca, que me ajudou muito e é um grande treinador. A nível coletivo, começamos com uma equipa muito jovem e nesta divisão é preciso ter jogadores com muita experiência, mas depois com a chegada de novos jogadores com experiência, vê-se nos resultados que estamos muito bem e a crescer com um bom futebol.

Nas duas últimas temporadas, ao serviço do Senhora da Hora, apontaste mais de 30 golos mas esta temporada, com a camisola do Leça do Balio, só recentemente voltaste a reencontrar-te com a baliza. Terá esta situação a ver com a adaptação ao clube? 


Como referi antes tenho noção de que não estava bem fisicamente no início. Tive que me adaptar aos meus colegas, ao clube e à forma de jogar. Felizmente, as coisas agora estão-me a correr muito bem e estou a fazer muito golos novamente, que é aquilo que as pessoas esperam de mim devido a ter um bom historial a fazer golos. Não só a nível sénior, como também nas camadas jovens.




Como te defines enquanto jogador? 


Sou um número nove clássico, sinto-me muito bem na área e na finalização. Descrevo-me como um jogador de área, gosto de segurar a bola e de dar jogo aos meus colegas e também me sinto muito bem de costas para a baliza. Os pontos fortes são: o jogo de cabeça, o remate muito forte à distância, as bolas paradas e o numero de golos que tenho feito.

O Leça do Balio subiu bastante na tabela classificativa e isso também se deve ao seu treinador, João Rosas. Qual a tua opinião acerca do seu método de trabalho?



O mister João Rosas é um treinador fantástico, com experiencia e que percebe muito de futebol. Já trabalhei com ele antes e fiz se não a melhor época, uma das melhores épocas a nível individual no Senhora da Hora. Dá-me muito confiança. A  mim e aos jogadores! Desde que ele assumiu o cargo de treinador,  a nossa equipa evoluiu muito, tanto a nível colectivo como individual. É  um excelente treinador!

Nesta temporada, qual foi o jogo que mais te marcou pela positiva?

Houve vários jogos que me marcaram e esta última fase dos 8 jogos e 8 golos tem sido muito boa para mim e têm coincidido com uma subida da equipa. O  jogo que marcou mais pela positiva foi fora de portas contra o Custóias. Foi um jogo que marcou pelo ambiente e festejos, estava muita gente do Leça do Balio e é um derby. Ninguém acreditava na nossa vitória devido à derrota pesada de 6x0 na Taça. Nesse jogo, mostramos a força do grupo!

Por fim, queres deixar alguma mensagem à massa adepta do Leça do Balio?

A mensagem que quero deixar à massa adepta do Leca do Balio é de agradecimento pela forma como me acolheram deste o primeiro dia que aqui estou.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.