Header Ads

Artur Alvarez: «Joguei sempre num clube que me deu todas as condições»

foto retirada do perfil facebook de Artur

Artur Alvarez, 31 anos, representa o Grijó desde os 9 anos de idade. Um belo exemplo de lealdade que rareia no futebol moderno e só comparável a casos como o do ex-futebolista Francesco Totti, da AS Roma . O que levou Artur a nunca deixar o Grijó? Fomos tentar saber junto do próprio futebolista que, amavelmente, aceitou responder às nossas questões. O defesa ainda abordou o actual momento do Clube e deixou a sua opinião sobre a Divisão de Elite. Atur Alvarez, defesa da AD Grijó, é o entrevistado desta semana do Bancada Distrital.





Bancada Distrital: Em toda a tua carreira como futebolista, apenas conheceste um clube, o Grijó. Como foi possível esta união duradoura?

Artur Alvarez: Muita gente me pergunta o mesmo. Jogo no Grijó desde os meus 9 anos e ainda permaneço nesta casa agora que tenho 31. Como é óbvio durante todos estes anos tive que corresponder desportivamente para que as pessoas me quisessem e me continuem a querer cá. Mas acho que esta união duradoura vai muito mais além disso porque as pessoas sabem o quanto eu gosto do clube e durante este tempo eu sempre senti que as pessoas também gostam de mim. São sem dúvida, anos de uma bonita história.

BD: Segundo apuramos, tiveste várias propostas (algumas tentadoras) ao longo dos últimos anos para rumar a outros clubes. O que te levou a escolher sempre o Grijó?

AA: Sinceramente  não tive muitas propostas.  Mas nunca me preocupei muito com isso porque
joguei sempre num clube que me deu todas as condições para me sentir bem.  Tive e tenho o privilégio de jogar sempre com jogadores acima da média e isso fez-me evoluir durante este tempo. Foi com o Grijó que tive o prazer de jogar nos campeonatos nacionais. Aqui tenho condições para sentir que posso ser melhor a cada dia que passa e é essa a minha principal motivação.  Se analisarmos bem o percurso do clube nestes últimos anos conseguimos perceber que é um clube apetecível para muita gente porque cumpre com os seus compromissos e é muito organizado. Perante isto, para quê mudar ?

BD: Ainda sobre o Grijó. Ainda faltam alguns dias para o inicio do primeiro jogo oficial. Qual é o balanço que fazes da pré-época?

AA: Faço um balanço muito positivo. Quando se fala em pré-época é preciso perceber que é uma fase de muito desgaste mas mesmo assim a equipa tem correspondido muito bem. A equipa é jovem mas quer aprender, quer evoluir , quer ser melhor e é nisso que temos que estar focados todos os dias.

BD: Para esta nova época desportiva, qual o objectivo principal do Grijó?

AA: O principal objetivo é fazer uma época tranquila. Temos trabalhado muito para que isso possa vir a acontecer.

foto retirada do perfil facebook de Artur

«A antiga terceira divisão era um campeonato muito competitivo tal como é hoje a divisão de elite» 


BD: Muito se tem falado da qualidade da Divisão de Elite e que este campeonato em nada fica a dever à extinta terceira divisão. Partilhas da mesma opinião?

AA: Tive o prazer de ser campeão nacional de serie na ultima edição da extinta terceira divisão e posso dizer que  era um campeonato muito competitivo tal como é hoje a divisão de elite. Hoje em dia há muitos jogadores conceituados que optam por jogar na divisão de elite porque muitos clubes desta divisão oferecem boas condições. Por exemplo em Grijó temos um jogador que jogou na primeira liga (Flávio Cerqueira) e já está connosco desde 2013. Existem mais exemplos como este noutros clubes e isso significa que esta divisão ao poder contar com estes jogadores experientes e também com os mais novos que querem chegar a patamares superiores tem tudo para continuar a ser uma divisão com bastante visibilidade.




BD: Se tivesses de escolher um ou mais candidatos à subida, quem escolherias ?

AA: Sei que há equipas com orçamentos astronómicos e à partida quem vive o futebol da parte de fora escolheria essas equipas para subir de divisão. Pelos anos que tenho de futebol e sabendo de antemão a competitividade desta divisão prefiro não escolher.

BD: Para finalizar esta entrevista, queres acrescentar algo que não foi dito nas questões anteriores?

AA: Felicito  a “ Bancada Distrital “ pelo excelente trabalho que tem feito na divulgação do futebol distrital. É sempre importante estar bem informado de toda a atualidade desportiva.  É mais uma ferramenta de trabalho. Obrigado.

*Entrevista realizada por Henrique Daniel Silva

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.